sexta-feira, 19 de setembro de 2008

1000 coisas aprendidas sobre blogar

Paul Bradshaw, do Online Journalism Blog, postou uma lista das 1000 coisas que aprendeu sobre blogar. Não são exatamente 1000, mas 99. O bom humor permeia o texto, com ótimas sacadas e muitos links para discorrer melhor sobre alguns ítens.

Achei tão interessante que resolvi traduzir o texto para português, pois acho que vai ser útil para muita gente. Qualquer correção, por favor use a caixa de comentário.

  1. Blogar não é ‘escrever um blog’. Blogar é linkar e comentar. Escrever é bônus.
  2. Postar regularmente é importante...
  3. Mas postar com qualidade é ainda mais importante. Ficar uma semana ou mais em um único post pode ser uma das coisas mais importantes que você já fez.
  4. Primeiro conhecimento, depois análise, então idéias.
  5. Uma imagem vale mais do que mil palavras. Mais importante, uma imagem vale mil palavras em duzentos países. O fato de leitores não precisarem falar inglês para entender o que você está comunicando pode fazer de um post livre de palavras – ou pelo menos um com uma boa imagem – o seu maior sucesso.
  6. Por razões similares, vídeo funciona. Ele pode não ser amigável para buscadores, mas se as pessoas conseguirem embuti-lo, a mensagem será mais facilmente disseminada.
  7. Quando vídeo encontra conversação, boas coisas podem acontecer.
  8. Todos parecem feios em vídeos. Supere isso.
  9. Vídeo online não é TV online.
  10. Podcasts funcionam melhor quando há mais de um de você.
  11. Leva-se tempo. Algumas vezes, anos. Persistência conta.
  12. Ser um dos primeiros importa.
  13. Uma grande idéia vai longe.
  14. Pingback/trackback é uma coisa maravilhosa, uma forma de distribuição que os sites de notícias ainda lutam para alcançar. O que pode ser mais interessante do que alguém interessado em você?
  15. Círculos e redes de antigas amizades existem na blogosfera também.
  16. Nos somos Anglo-Americanos pra caralho.
  17. Linguagem é uma barreira maciça (mas ter amigos multilíngües ajuda)
  18. Princípios BASIC importam.
  19. Social bookmarking torna a pesquisa por um post muito mais fácil.
  20. A melhor razão para blogar não é para mostrar para todos os outros o que você sabe, mas para descobrir o que todos os outros sabem.
  21. RSS é uma das tecnologias mais desvalorizadas do mundo. Uma vez entendendo o que fazer com ela, você pode trazer o mundo para seu computador, seu dispositivo móvel, seu blog e vice-versa.
  22. Um blog não abre portas para você, ele apenas lhe dá a idéia para tentar bater.
  23. Quando uma pessoa busca por você no Google, economiza-se muito tempo explicando as coisas.
  24. Blogs são apenas uma parte da ecologia da mídia social. Metade das coisas que costumavam ir nesse blog agora vão no Twitter; mais vão no Delicious; e alguns no Flickr e no Seesmic.
  25. Não me comece uma conta no FriendFeed, Plurk, Jaiku, etc.
  26. Humor é eficaz, mas nem todos vão entender.
  27. Parece que gosto de linkar nos verbos.
  28. Streaming ao vivo de vídeo do seu dispositivo móvel é uma coisa sensacional quando você pensa a respeito.
  29. Streaming ao vivo de vídeo do seu dispositivo móvel acaba rápido com a bateria.
  30. Navegar na web com seu dispositivo móvel também acaba rápido com a bateria.
  31. Se você está em um evento, blogando de um dispositivo móvel (moblogging), leve um carregador e uma extensão – e um telefone sobressalente.
  32. O N95 chuta o traseiro do iPhone.
  33. (Mas eu estou disposto a mudar de opinião)
  34. Plugins para Wordpress são viciantes.
  35. Extensões para Firefox são viciantes.
  36. Inscrever-se para serviços beta na web é viciante.
  37. Eu realmente não me importo com Twitterspam
  38. Uma simples e divertida idéia pode estar ao redor do mundo em minutos.
  39. Se quiser fazer campanha contra alguma coisa, você já tem a tecnologia.
  40. Se quiser um serviço, crie-o você mesmo.
  41. Google é o maior concurso de popularidade do mundo.
  42. Quando você perceber, não terá um leitor – você terá uma comunidade – então você também perceberá que pode mobilizar e fazer acontecer.
  43. Tecnologia é fácil; comunidade é difícil.
  44. Encontrar-se pessoalmente é importante: eu leio com muito mais freqüência os blogs daqueles com os quais me encontrei do que os daqueles com os que não me encontrei.
  45. Geografia continua tendo importância.
  46. Birmingham tem muitos blogueiros.
  47. Blogar ao vivo (liveblogging) e Twittar não são a mesma coisa.
  48. Privacidade é um conceito fluido: apenas porque está em domínio público não significa que não é privado.
  49. Wordpress.com é melhor que Blogger
  50. Wordpress.org é melhor que Wordpress.com (Veja o item 34)
  51. Conteúdo não é o rei.
  52. Conversação é o rei.
  53. Conversação é o reino.
  54. Nós não deveríamos tentar ser a mídia.
  55. Se alguém lhe envia um press release sobre alguma coisa, você não deveria blogar sobre isso.
  56. Como um jornalista, blogar é uma boa forma de redescobrir a felicidade do jornalismo.
  57. Blogar é também uma grande maneira de redescobrir o quão bom pode ser ter um bom editor.
  58. Faça o que você faz melhor e linke o resto.
  59. Não vale a pena morrer pelos blogs. É pra isso que serve a família.
  60. Estabelecer para si um número máximo de posts por dia é uma boa idéia.
  61. Estabelecer para você um tempo para olhar seu agregador de RSS todo dia também é uma boa idéia.
  62. Se você confia em serviços de terceiros, prepare-se para ter o tapete puxado sob os seus pés.
  63. Se você publicar o widget de comentário bem em cima no seu blog, mais pessoas comentarão.
  64. Um blog que não permite comentários está quebrado.
  65. Um site que permite comentários, mas edita ou os enterra, não está apenas quebrado, é maléfico.
  66. Deixe os posts com finais abertos, se quiser que as pessoas comentem.
  67. Deixe um post no topo do seu site por mais de um dia, se quiser que as pessoas comentem.
  68. Ser transparente sobre suas fontes não é apenas bom jornalismo, é boa distribuição.
  69. A indústria de otimização para ferramentas de busca é o novo óleo de serpente. Eu posso lhe dizer tudo o que você precisa saber sobre SEO em cinco minutes.
  70. Embora isso me tome mais cinco horas para responder às questões resultantes.
  71. Se você espera fazer muito dinheiro blogando, você é ingênuo, estúpido ou Robert Scoble.
  72. Se você espera fazer muito dinheiro blogando, não espere fazê-lo através de anúncios.
  73. Ser lido por poucas pessoas chaves pode valer mais profissionalmente do que ter muitos visitantes.
  74. Ser freqüentemente linkado pode valer mais, comercialmente, do que ter muitos visitantes.
  75. Cuidado com anúncios que tenham presentes baseados em texto, ou ofertas generosas de artigos “grátis”. Entenda linkspam.
  76. Leve em conta que você tem um ego.
  77. Leve em conta que todos os outros têm um ego.
  78. Desconferências são demais
  79. Há tanto o que você pode falar. Às vezes você tem que fazer algo.
  80. Deveria haver mais dinheiro disponível para se fazer algo.
  81. Idéias não são problema. Saber qual seguir é.
  82. Apenas 10% dos americanos lêem blogs.
  83. Mas 26% dos americanos escrevem blogs.
  84. Como isso funciona?
  85. Blogs são bem mais representativos etnicamente do que a mídia tradicional.
  86. As pessoas podem não acreditar na mídia impressa e difusora, mas acreditam ainda menos nas notícias online.
  87. A regra de 1-9-90.
  88. Apressar-se com uma entrada no blog antes de ir para a cama é uma péssima idéia.
  89. Apressar-se com uma entrada no blog horas antes de sua esposa ir para o trabalho também não é uma boa idéia.
  90. Algumas notícias viajam mais rápido do que uma réplica de tremor (aftershock)
  91. As pessoas não precisam de gerentes para organizá-las – apenas conexões.
  92. Quando eu conseguiu gravar um comentário em vídeo diretamente do meu telefone celular, serei um homem feliz.
  93. Não subestime o poder da corporatização.
  94. Não subestime o poder das grandes corporações
  95. Não subestime o poder dos governos
  96. Se, depois disso tudo, nós tivermos que voltar a viver em cavernas e comer ratos, será uma verdadeira vergonha.
  97. As listas se tornaram o maior clichê e a tática mais sem vergonha para se conseguir o topo do delicious/digg/reddit.
  98. Mas as pessoas continuam a lê-las.
  99. A propósito, você já adicionou isso aos favoritos?
  100. Eu não sei contar.
Quem estiver interessado em saber como a lista continua, Bradshaw prosseguirá com ela em seu Twitter.

Via Jornalismo & Internet.

Um comentário :

SauloB disse...

Sensacional. Adorei. Boa pedida na tradução.