quinta-feira, 5 de outubro de 2006

Geopolítica, nomes e RAVs

Assistindo ao notíciário hoje cheguei à conclusão de que geopolítica era mais fácil na época do meu pai.

Não poucas vezes vi os âncoras dando nós na língua para falar Abu Musab Al-zarqawi ou Abu Hamza al-Muhajir, o que não acontecia na época de Nikita Krushev, Leonid Brejnev e Boris Yeltsin.

Fico imaginando quais serão os nomes da próxima geração de antagonistas.


Aliás, esses dias assisti ao filme "Obrigado por fumar" e me chamou a atenção o fato do produtor de Hollywood dizer que o protagonista queria ver cigarros em personagens que não fossem RAV - Russos, Árabes e Vilões.

Não sei se essa classificação existe de fato (não creio) ou se foi criada pelo filme, em mais uma de suas jogadas sarcásticas, mas reflete bem certos estereótipos do cinema.

Nenhum comentário :